Pragas

 

Uma verificação diária das suas plantas irá fazer maravilhas, examinar regularmente as suas folhas por cima e por baixo e tratar imediatamente qualquer rastejante assustador que possa ver. Quanto mais cedo eles forem detectados, maior será a possibilidade de se livrar deles.

Nos estágios iniciais, os insetos podem ser removidos manualmente ou borrifando as folhas com uma corrente de água.
Veja, cuidadosamente, se a sua Citrina apresenta alguns dos sintomas que lhe vamos indicar abaixo. Estas são as pragas mais comuns em Citrinos. Muitas destas pragas são tão pequenas que apenas podem ser vistas se usar uma lupa.

Todas elas podem ser tratadas com produtos biológicos à venda em qualquer centro de jardinagem perto de si.


Luz

Água

Fertilizante

Poda

Replantar

 


Aranhiço vermelho

O aranhiço vermelho é tão pequeno que a sua presença física passa despercebida. As folhas mostram pequenas descolorações.

Existem ainda outros tipos de aranhiço com sintomas semelhantes.

Pode começar a aparecer teias em volta dos ramos.

Recomendamos aplicação: Serv-mite


Cochonilha do Algodão

Os sintomas da cochonilha são muito fáceis de identificar já que, e como o nome india, aparece com um aspeto de uma teia branca, muito parecida ao algodão.

Existem ainda outros tipos de cochonilha semelhantes.

Recomendamos aplicação: Pyrex


Lagarta mineira

As larvas alimentam-se na parte interior das folhas, entre as duas páginas e criam galerias de aparência transparente com traçados irregulares e em espiral.

Recomendamos aplicação: Óleo de Neem


larva da mosca esciárida

Estas larvas brancas encontram-se na mistura, e passados poucos dias passam ao estádio de mosca. 

Recomendamos aplicação: Sequra


Lagarta verde

A lagarta verde é uma praga que se alimenta das folhas da planta roendo-as. 

Esta praga é visível a olho nu.

Recomendamos aplicação: Óleo de Neem


MOSCA branca

Os ovos da mosca branca são depositados pelas fêmeas na parte inferior da folha e apresentam coloração amarela. Infestações muito intensas ocasionam folhas murchas, queda de folhas e perda de frutos.

Recomendamos aplicação: Óleo de Neem


Piolho verde dos citrinos

Esta praga está diretamente associada aos tecidos mais tenros das plantas, nomeadamente, aos gomos foliares e florais em desenvolvimento, folhas jovens e flores.

As colónias são encontradas, geralmente, na página inferior das folhas. Infestações muito intensas, as folhas jovens enrolam para dentro. Existem outros tipos de piolhos com sintomas semelhantes.

Recomendamos aplicação: Óleo de Neem


traça do cravo

Lagarta acastanhada que come as partes tenras dos ramos impedindo a passagem da seiva.

A parte afetada da planta fica com um aspeto acastanhado e seca.

Recomendamos aplicação: Bacillus Thuringiensis


traça do limoeiro

A lagarta da traça esconde-se nos botões florais, onde se alimenta e destrói as flores. A sua atividade é particularmente visível pelo aglomerado de botões florais secos, teias, excrementos e detritos vegetais, que forma durante a alimentação (por vezes os botões florais destacam-se e ficam presos por teias finas).

Recomendamos aplicação: Bacillus Thuringiensis


TRIPES

Tanto a fase jovem quanto a fase adulta, o tripes ataca as folhas, alimentando-se da seiva das plantas, provocando o dobramento dos bordos para cima e a descoloração esbranquiçada.

Quando se alimenta das gomas florais causa deformações na casca da fruta.

Recomendamos aplicação: Óleo de Neem